open banking o que e e quais as suas vantagens

Open Banking: o que é e quais as suas vantagens?

No que você pensa quando falamos em open banking? A nova modalidade financeira promete revolucionar o mercado e trazer mais liberdade para os clientes das instituições bancárias. 

No post de hoje, vamos começar explicando o que é open banking. Depois, mostraremos quais as mudanças promovidas pelo sistema e como elas são vantajosas para empresas e consumidores. Boa leitura!

O que é open banking?

Iniciativa do Banco Central, o open banking é um novo sistema financeiro implementado no Brasil, que funciona a partir de integrações via APIs abertas. Um dos objetivos, com isso, é padronizar a tecnologia utilizada no mercado brasileiro.

Isso não impede que as instituições financeiras criem os próprios produtos ou serviços. É necessário apenas seguir algumas regras de segurança e padrões para suportar o processo.

No novo modelo, o cliente é o responsável pelos próprios dados financeiros, podendo usá-los e compartilhá-los da maneira que desejar, sem depender das instituições.

Assim, todas as informações sobre o histórico de crédito ficam nas mãos do próprio consumidor, que pode migrar de banco sem correr o risco de perder dados importantes.

O open banking já está sendo implementado em outros lugares do mundo, como a Inglaterra. Mas e no Brasil, como esse sistema vai funcionar? É o que vamos ver a seguir.

Como vai funcionar o open banking no Brasil?

Segundo o Banco Central, a implementação do sistema open banking no Brasil está prevista para se realizar em 4 etapas principais.

A primeira começou no dia 1º de fevereiro de 2021. Neste momento, as informações sobre as instituições financeiras, como os serviços oferecidos e os canais de contato, são compartilhadas sob supervisão do Banco Central.

Já a segunda etapa está prevista para começar no dia 15 de julho de 2021. Nesta fase, o consumidor poderá autorizar o compartilhamento de seus dados cadastrais (como nome, telefone e CPF) entre as instituições financeiras.

A terceira etapa começa no dia 30 de agosto de 2021. Neste momento, o cliente já conseguirá realizar pagamentos pelo Open Banking, ou seja, em um ambiente diferente daquele do seu banco, sem depender da instituição financeira.

Por fim, a quarta e última etapa deve acontecer a partir do dia 15 de dezembro de 2021. Nela, as opções de serviços para o compartilhamento de dados serão maiores, expandindo-se para investimentos e seguros, por exemplo.

O open banking no Brasil deve trazer mudanças bastante positivas para empresas e clientes, diminuindo a burocracia dos processos financeiros e garantindo a autonomia dos consumidores sobre os próprios dados. Vamos ver mais benefícios do novo sistema? 

Quais os benefícios do open banking?

Agora que você já entendeu o que é open banking e como ele funciona, que tal conferir alguns benefícios que essa nova modalidade financeira traz para empresas e clientes? Confira a seguir!

Autonomia para os clientes

Uma das grandes vantagens do open banking para os clientes é a liberdade que o sistema traz. Afinal, a nova modalidade promete menos burocracia para acessar os serviços financeiros.

Além disso, os dados dos consumidores não ficam presos ao banco, então o cliente tem a opção de mudar de instituição quando desejar, sem perder suas informações.

Maior oferta de produtos e serviços

Como o open banking facilita o acesso dos clientes aos produtos das instituições financeiras, elas podem oferecer mais opções de serviços para atender a demanda dos consumidores.

Além disso, o novo sistema financeiro permite que as empresas tenham mais informações relevantes a respeito dos clientes. Com isso, as instituições podem criar novas soluções para atender as dores desses consumidores, aumentando a cartela de produtos oferecidos.

Aumento da competitividade

Com o aumento da oferta por produtos e serviços, cresce também a competitividade no mercado, que estimula, inclusive, o aperfeiçoamento dos serviços das instituições financeiras que querem se destacar da concorrência. 

Redução de custos

Como vimos, o open banking funciona por meio de APIs abertas. Isso agiliza e facilita muito os processos de integração, reduzindo custos de operação. Afinal, é possível trabalhar com um time mais enxuto e dispensar a ajuda de intermediários.

Reforço na segurança

Já que o open banking funciona a partir de informações financeiras sensíveis dos clientes, é fundamental garantir a segurança dos processos. É provável que o open banking no Brasil traga novas regras e leis para regulamentar o uso dos dados dos usuários, como aconteceu com a LGPD.

Nesse sentido, o open banking se torna um sistema bastante seguro, que traz tranquilidade para os consumidores.

O que você achou dos benefícios do open banking? Se você gostou deste conteúdo, confira outros artigos do nosso blog. Até a próxima!

Nova call to action

Sobre a Superlógica

Superlógica desenvolve o melhor e mais completo software de gestão para negócios recorrentes, como empresas SaaS e as demais que cobram por mensalidades e assinaturas. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e AssinaturasCondomínios e Imobiliárias.

Compartilhar

Comentários

comentarios