As diversas possibilidades de unir seu negócio ao mercado de assinaturas

por Rits Tecnologia

A maioria dos consumidores buscam facilidade e qualidade. Atualmente, o mercado digital tem sido uma das principais fontes de consumo e, por isso, vem buscando a melhor forma de proporcionar uma boa experiência ao seu consumidor, conquistando, assim, novos públicos.

Diante desse desafio, diversos segmentos têm realizado suas operações a partir dos e-commerces. Isso tem acontecido, pois eles buscam dinamizar e personalizar os processos de vendas e de relacionamento com os clientes. 

Segundo a Ebit|Nielsen, empresa de mensuração e análise de dados, a previsão é que, em 2019, o faturamento do setor cresça 15%, com vendas totais de R$ 61,2 bilhões. Além disso, as compras por internet devem apresentar um aumento de 12%, chegando a 137 milhões, e o valor médio das compras deve ser de R$447, alta de 3%.

A praticidade promovida pelo digital tem provocado grandes mudanças no mercado e nos hábitos de consumo. Nesse contexto, um dos recursos que tem sido utilizado é o modelo de assinaturas.



Os benefícios do e-commerce 

Além dos benefícios do e-commerce ditos anteriormente, existem outros pontos que podem ser destacados em relação a esse segmento. 

Uma empresa que investe no ambiente digital e vende seus produtos pelos canais disponíveis pode alcançar diferenciais que negócios, apenas físicos, dificilmente conquistam.

Um e-commerce pode estar 24 horas aberto, pode conquistar também um custo de operação reduzido, já que diminui os gastos com aluguéis, IPTU e alvarás, por exemplo. Uma operação digital permite o controle mais assertivo de métricas e dados para potencializar ainda mais as estratégias. 

Dentro desse modelos de mercado é possível atuar de várias formas. Uma delas, que tem ganhado popularidade, é o mercado de assinaturas ou recorrência.

O mercado de assinatura consiste na criação de plataformas que reúnam em sua cartela serviços ou produtos os quais serão entregues ao cliente a partir da assinatura e contratação dessas condições. 

Esse é um modelo de negócio, até certa medida, popular no Brasil. Tanto que em 2018, segundo dados do Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcom), mais de 800 empresas atuavam lançando mão dessa estratégia de mercado. 

Ainda segundo a Abcom, o crescimento do mercado de assinaturas entre 2014 e 2018 foi de 167%. Só para 2019, a expectativa é que o crescimento chegue a 19% a mais que ano anterior. 

É importante lembrar que essa forma de trabalho não exclui as outras formas de comercialização de produtos e serviços. Na realidade, esse posicionamento pode ser útil em uma estratégia macro de abordar o cliente.

As diversas possibilidades no mercado de assinaturas

Até aqui já conversamos sobre as mudanças que o mercado tem sofrido com o crescimento de canais online, falamos sobre novos modelos de negócio, sobre o mercado de assinaturas e os serviços recorrentes. 

Neste tópico vamos direto ao ponto! Vamos mostrar algumas possibilidades para uma empresa aderir ao mercado de assinaturas. 

Se a dúvida está no fato da aplicação do modelo em seu negócio, não precisa se preocupar, ele funciona em diversos segmentos passando desde serviços de notícias, músicas, de ensino e até mesmo de produtos de beleza.

Um exemplo disso é o clube de assinaturas The Beauty Box, empresa que faz parte do Grupo Boticário. O clube consiste na venda mensal de boxes de produtos de beleza. 

Desde seu início, a The Beauty Box já conquistou números extremamente relevantes no mercado. A venda dos box chegou a crescer 35% ao mês, durante os três primeiros meses. 

Além dos produtos de beleza, existem algumas outras maneiras de um negócio se unir ao mercado de assinaturas. Confira alguns deles!

Produtos digitais

Uma das vantagens de utilizar o modelo de recorrência é a possibilidade de escalar. Ou seja, reproduzir um produto ou oferecer um serviço repetidamente em grande quantidade e com ganho de produtividade.

Os produtos digitais são extremamente escaláveis. Nesse modelo, não é necessário logística de entrega de produtos, uma vez que os assinantes recebem o produto pela internet.

Outro fator muito positivo é que o produto digital é produzido uma única vez, “empacotado” (formato de entrega) e distribuído em escala, sem limitações geográficas.

Dentre o grande número de possibilidades de produtos digitais, podemos destacar os cursos online, consultoria por vídeo conferências, produção de conteúdo para web, plataformas e softwares.

Por exemplo, vamos imaginar uma empresa que oferece cursos pela internet e cobra mensalidade dos alunos. O curso, pelo menos por um tempo, só precisará ser produzido uma vez. Ainda que entrem novos assinantes. 

A exemplo da Adobe, a venda recorrente de software também é uma excelente forma de vender produtos digitais. Ao invés de cobrar um valor pela licença de um software, passaram a cobrar uma mensalidade fixa, onde o assinante acessa não apenas um software, mas um pacote deles.

Esse modelo é chamado de Software as a Service (SaaS), grandes exemplos de SaaS são os queridinhos Netflix e o Spotify, que oferecem seus conteúdos, mediante a pagamentos mensais.

Comidas e bebidas

Uma ótima opção para o modelo de recorrência é a gastronomia. Os produtos também são de fácil escalabilidade, possuem grande rotatividade e facilmente podem passar a sensação de exclusividade ao consumidor.

Um exemplo interessante desse modelo é o Clube Wine. Neste clube de assinaturas, os amantes de vinho recebem, mensalmente, uma caixa surpresa, com dois vinhos, além da Revista Wine e um corta-gotas. 

Livros

Ainda que seja um produto considerado muito segmentado tem um grande potencial de fidelização. Você pode indicar e vender, todos os meses, um livro para um mesmo cliente de acordo com o seu perfil de leitura.

Um exemplo muito bem desenvolvido é o TAG – Experiências Literárias. Nele, o assinante recebe um livro surpresa indicado por algum grande nome da cultura. 

Neste caso, o livro enviado tem uma edição exclusiva de capa dura, vai acompanhado por marca-páginas e uma revista sobre o tema do qual trata o livro.

Dentro do segmento literário, existe o clube de assinaturas só para crianças, o Leiturinha. É enviado mensalmente um livro apropriado para a idade da criança que receberá a obra. Junto com o livro, a criança recebe uma carta pedagógica explicativa, marca-página e adesivos. 

Produtos exclusivos

Para finalizar nossos modelos de negócio, trazemos os clubes relacionados a produtos físicos. Como por exemplo a Caixa Cosmo, nesse clube o assinante recebe mensalmente itens variados de decoração, artesanato, papelaria e outros. 

Os produtos são desenvolvidos por artistas independentes e o objetivo é alcançar um público envolvido com artes e criatividade, como designers e arquitetos.

O principal atrativo para esse tipo de consumidor é a exclusividade, em experiência totalmente relacionada com o seu universo de interesse.

A ideia da sua empresa pode ser única no mercado de assinaturas

Talvez diante de todos esses exemplos você pode pensar que inserir sua empresa no mercado de assinaturas com um produto ou serviço que realmente traga resultados positivos seja uma tarefa complicada. 

Mas é importante lembrar que o alcance permitido pelo mercado digital possibilita, em alguns casos, a eliminação das barreiras físicas e algumas outras. 

Quando o produto é digital ou vendido pela internet, ainda que ele seja considerado de nicho, o fato dele poder alcançar um público amplo (sem barreiras físicas), permite que sua comercialização não tenha tantas restrições, como teria se fosse vendido apenas fisicamente. 

Ou seja, não tenha medo na hora de inovar e investir no mercado de recorrência. É possível sim criar um produto ou serviço que irá potencializar o crescimento da sua empresa. É necessário contar com o auxílio de bons profissionais, ferramentas adequadas e boas ideias. 

Sobre a Rits Tecnologia

A Rits Tecnologia é especializada em plataformas e sistemas de recorrência, que também desenvolve consultoria em projetos de software e outsourcing de TI.

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios, Imobiliárias e Educação

A Superlógica também realiza o Superlógica Xperience, maior evento sobre a economia da recorrência da América Latina, e o Superlógica Next, evento que apresenta tendências e inovações do mercado condominial. 

Nova call to action

Compartilhar

Comentários

comentarios