Como a tecnologia deixa a gestão financeira imobiliária mais eficiente?

A tecnologia tem mudado a gestão de muitas empresas. Algumas delas já se tornaram ferramentas essenciais para o funcionamento produtivo das organizações, um exemplo é o ERP que tem como foco integrar todas as áreas da empresa em um único software, simplificando o trabalho de muitas áreas, como administrativo, financeiro e atendimento ao cliente.

Essas novas tecnologias também são desenvolvidas exclusivamente para o mercado de imóveis e tornam-se aliadas de imobiliárias produtivas e organizadas. Trabalhar com um ERP torna a gestão financeira imobiliária mais eficiente e pode trazer resultados visíveis para o seu negócio. Entenda como isso é possível!

Gestão de contratos

Apesar de existirem cláusulas mais comuns e utilizadas, cada contrato de locação ou compra e venda de um imóvel tem suas particularidades. É função da imobiliária garantir que tudo que está previsto no documento seja cumprido até o final do contrato, bem como alertar os clientes sobre vencimentos, reajustes e necessidades de renovação.

Com um ERP imobiliário é possível cadastrar os contratos de vendas, gerar relatórios e controlar as comissões a pagar e receber. No caso da locação de imóveis também existe a facilidade de criar um checklist para controlar no próprio sistema todas as pendências relacionadas ao início ou rescisão de um contrato. Dessa forma, todas as informações necessárias para a gestão de contratos ficam centralizadas em um único sistema e podem ser acessadas por toda a equipe.

DIMOB

A Declaração das Informações sobre as Atividades Imobiliárias ou DIMOB é uma declaração anual obrigatória, criada em 2003, de natureza fiscalizatória para facilitar o cruzamento de dados dos contribuintes do Imposto de Renda. Devem constar no documentos todos dados referentes à comercialização e locação de imóveis ocorridas durante o ano e deve ser enviada à Receita Federal.

Isso significa que gerar esse relatório é um trabalho obrigatório para imobiliárias e não é uma tarefa tão simples. Isso porque erros ou esquecimentos nesta declaração estão sujeitos a multas. É obrigatório constar na declaração as atividades imobiliárias referentes a todas as notas fiscais emitidas no ano, o que é bastante informação.

Um software imobiliário, como o Superlógica Imobiliárias, traz em suas ferramentas uma funcionalidade muito importante para a geração da DIMOB e gestão financeira imobiliária. O próprio software gera o relatório com as informações que já constam em sua base de dados, isso significa que com um clique é possível ter a DIMOB pronta para a entrega para a Receita Federal. Isso economiza muito tempo da sua equipe e dispensa um contador para realizar essa atividade.

Conciliação Bancária

A conciliação bancária é a conferência das contas bancárias com o controle financeiro interno de uma empresa. Seu objetivo é verificar se está tudo correto no controle interno ou se existe alguma inconsistências de dados.

Em empresas, como as imobiliárias, que possuem um grande volume de entradas e saídas essa tarefa torna-se ainda mais importante e também mais complexa. Para facilitar essa a conciliação bancária e torna a gestão financeira imobiliária mais eficiente, um ERP imobiliário, como o Superlógica, tem a funcionalidade de conferir automaticamente o caixa da empresa com as contas bancárias cadastradas.

Controle de contas a pagar e receber

Controlar as contas a pagar e a receber também é outra facilidade de um ERP para aumentar a eficiência da gestão financeira imobiliária. Em um sistema imobiliário é possível cadastrar todos os títulos a pagar e receber, entre outras despesas. A função dessa ferramenta é automatizar o controle do fluxo de caixa e tornar visível a inadimplência e os valores a serem recebidos e pagos.

Percebeu que a tecnologia pode tornar a gestão financeira imobiliária mais eficiente e o seu negócio mais produtivo? Deixe seu comentário e converse com um especialista para tirar todas as dúvidas!

Comentários

comentarios