Computação em nuvem para administradoras de condomínios

Por que sua administradora precisa de um sistema de gestão em nuvem?

A transformação digital no mercado condominial tem causado grandes impactos nas operações das administradoras. Muitas das atividades antes performadas manualmente agora são automáticas ou funcionam de maneira mais simples. Um dos potencializadores desta realidade nos escritórios são os sistemas de gestão com computação em nuvem.

Diferente das soluções locais (instaladas diretamente nas máquinas), esses softwares estão disponíveis em servidores de terceiros, e são fornecidos como um serviço. Assim, não são necessários procedimentos demorados de implementação, nem sobrecarregar os seus funcionários de TI (tecnologia da informação).

De acordo com um estudo da consultoria norte-americana IDC, a previsão é que o mercado de computação em nuvem cresça 24% em 2019, por ser um dos pilares no desenvolvimento de outras tecnologias inovadoras, como internet das coisas e inteligência artificial.

Entenda a importância deste recurso para otimizar o crescimento da sua empresa e transformá-lo numa empresa escalável, com c características empregadas pelo Superlógica Condomínios, software de gestão líder para administradoras.

O que é computação em nuvem?

A nuvem, ou cloud, é um espaço imaterial disponibilizado por servidores. O uso mais conhecido dessa tecnologia são os serviços de armazenamento de arquivos, como o Google Drive e o Dropbox.

Em evidência, da maneira que conhecemos, desde 2006, a computação em nuvem iniciou sua popularização quando a Amazon inaugurou a Amazon Web Services. 

Com a virada da década, o número de servidores aumentou e a tecnologia ficou mais sofisticada, proporcionando a criação de soluções hospedadas na internet. Assim, nasceram softwares, como o Superlógica Condomínios, com esse tipo de hospedagem remota, sem necessidade de instalá-los nos hard drives.

Outro impacto causado por essa tecnologia foi nos modelos de negócio. Com a nova maneira de entregar os produtos, fazia mais sentido cobrar através do modelo de assinaturas, surgindo assim as empresas SaaS (Software as a Serviço, ou Software como Serviço).

Segundo um levantamento da IDG, uma consultoria norte-americana, 89% das companhias utilizavam alguma solução SaaS no seu ambiente de TI.

Até mesmo empresas renomadas no mercado da tecnologia aderiram a computação em nuvem. Um exemplo é o da Adobe, que deixou de vender seus produtos em caixas físicas para hospedá-los na nuvem, além de ter entrado de vez na economia da recorrência (empresas que recebem por assinaturas, aluguéis, mensalidades etc.).


Por que administradoras de condomínios precisam de um ERP na nuvem?

Com o advento da computação em nuvem, softwares para diversos segmentos migraram para o modelo de serviços na internet. Os ERPs (Enterprise Resource Planning, ou sistemas de gestão empresarial) foram alguns dos que obtiveram mais sucesso nessa transição.

No caso das administradoras de condomínios, que estão visualizando os efeitos práticos da transformação digital mais tardiamente, existe uma série de oportunidades para otimizarem suas rotinas operacionais. Aderir a essa tecnologia também significa estar a par das inovações praticadas pelas principais empresas dentro e fora do segmento.

De acordo com a mesma pesquisa da IDG, 73% dos empreendedores já haviam aderido às tecnologias na nuvem. Além disso, outros 12% planejavam empregá-la nos próximos doze meses.

Assim como o Superlógica Condomínios, bons sistemas de gestão nessa modalidade trazem facilidades cruciais para quem deseja escalar seus negócios:

Custo menor e diluído

Optar por um ERP local pode parecer mais barato pela compra ser feita apenas uma vez, no entanto existem diversos gastos escondidos: instalação, customização, dedicação dos profissionais de TI, manutenção e treinamento entre outros.

No caso da nuvem, entretanto, grande parte destes custos já está embutido na assinatura, porém com valores diluídos (além de serem negociáveis). O investimento é mais previsível, dando mais liquidez ao fluxo de caixa.

Segurança de dados

Uma das primeiras preocupações quanto a dados importantes e sigilosos num software 100% online é a segurança. Pode existir, inicialmente, um receio sobre a ação de hackers e malwares.

Entretanto, os provedores de tecnologia em nuvem possuem densos códigos criptografados para coibir ações mal intencionadas. Sistemas que tratam de informações, como cartões de clientes, devem estar dentro dos parâmetros de segurança do PCI-DSS (órgão internacional de segurança de dados formado pelas principais instituições financeiras).

Menos espaço ocupado

Os gestores mais antigos de administradoras de condomínios devem se lembrar das pilhas de pastas e armários para guardar arquivos. Essa realidade foi completamente mudada com a popularização dos computadores nos escritórios e agora está sendo alterada novamente pela computação em nuvem.

A desmaterialização do espaço é um dos efeitos mais notórios dessa inovação. Assim, não há mais a necessidade de ocupar o espaço físico, nem os de armazenamento do computador com documentos e sistemas pesados.

Também, com as soluções em nuvem evita-se a necessidade de fazer inúmeros backups de arquivos importantes. Ao utilizar ERPs locais ou planilhas, basta um dano nos hard drives para perder esses documentos permanentemente.

Facilidades operacionais

O intuito de contratar um sistema de gestão é facilitar os processos diários na rotina operacional do escritório. Para encontrar o melhor disponível no mercado, a empresa precisa considerar alguns critérios que se enquadrem nas suas necessidades.

Para tal, a computação em nuvem, quando bem empregada, oferece uma série de benefícios e facilidades:

  • Acesso de onde você estiver: com uma solução cloud você não está preso a uma máquina e pode acessar o software de onde estiver, desde que tenha conexão com a internet.
  • Sem preocupações com a infraestrutura do sistema: um ERP local necessita de atenção constante dos seus funcionários de TI e a assistência técnica pode demorar para atender. Já num sistema em nuvem essa preocupação é exclusiva do fornecedor, para lhe entregar a melhor solução.
  • Atualizações constantes: para obter a versão atualizada de um software instalado na máquina será necessário comprá-la e instalá-la. Enquanto isso, no cloud, as atualizações são constantes para melhorar a experiência dos usuários.
  • Interface intuitiva: ERPs em nuvem são pouco customizáveis pelos clientes, por isso é necessário que ele tenha uma interface agradável e intuitiva, como o Superlógica Condomínios, facilitando assim o treinamento e aplicação da solução na sua rotina.

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão (ERP) líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios, Imobiliárias e Educação.

A Superlógica também realiza o Superlógica Xperience, maior evento sobre a economia da recorrência da América Latina, e o Superlógica Next, evento que apresenta tendências e inovações do mercado condominial.

New call-to-action

Compartilhar

Comentários

comentarios