Quatro Mitos sobre a Cloud Pública

Por Caio Klein, co-fundador da Sky.One*

Se perguntarmos “qual a forma desta nuvem?” para duas pessoas que a veem juntas no céu, você vai receber duas respostas diferentes. O mesmo acontece quando perguntamos a dois CIOs (Chief Information Officer, ou gerente de TI) qual a percepção deles sobre a cloud pública.

O mercado digital está evoluindo rápido e ainda busca identidade. Assim, diversos mitos sobre a nuvem pública foram criados. Vale a pena trazer a percepção de empresas que já migraram para ela e podem testemunhar sobre o que representa ter a maior parte dos sistemas nesse ambiente invisível.

O desempenho é melhor do que você imagina

Uma das queixas que muitos têm sobre cloud pública é que ela não atende às expectativas dos usuários quando se fala em disponibilidade. Essas queixas normalmente vem de empresas que colocaram seus sistemas em data centers menores com diversas restrições tecnológicas. Nesses casos, o hardware é a prioridade das soluções de hosting.

Essa não a realidade da cloud pública. Em grandes provedores a quantidade de recursos é virtualmente ilimitada. Com eles, você tem um serviço avançado e totalmente customizável. O céu é o limite em termos de desempenho.

O ambiente é bem seguro

Existe uma percepção de que levar os dados e sistemas para a cloud pública aumenta a vulnerabilidade da sua empresa. Aqui mais uma vez somos vítimas de implementações precárias de soluções de hosting que se dizem cloud. O desconhecimento dos mecanismos de segurança que estão nativamente disponíveis para todos os ambiente, também contribui pra isso.

Nova call to action

Entre esses mecanismos, encontramos:

  • Soluções completas de isolamento de sistemas,
  • Criptografia,
  • Prevenção e mitigação de ataques,
  • Monitoramento e auditoria,
  • Sistema de controle de acesso e identificação a todos os recursos.

É extremamente difícil encontrar empresas que consigam ter todas essas ferramentas atualizadas e um SOC (centro de operações de segurança) automatizado.

Sabe como você consegue isso? Usando um dos grandes provedores de Cloud Pública. Você só precisa aprender sobre a plataforma para compreender que a migração para cloud representa uma melhoria geral das soluções.

O dinheiro é investido de forma mais inteligente

O mito de que a cloud pública é mais cara vem de comparações pobres com soluções de hosting. Nelas, os recursos são estaticamente alocados (comprados) com margens de crescimento já inclusas.

Já na a nuvem pública isso fica muito mais dinâmico. Dá para requisitar expansões de forma imediata. Aí não faz mais sentido pré alocar recursos que não estão sendo – e talvez nunca sejam – utilizados. O pagamento é cobrado pelas horas de utilização – qualquer segundo de servidor desligado já é uma economia. O consumo vai acabar ditando quanto você vai gastar e isso torna tudo mais justo.

Assim, podemos criar e terminar servidores ao longo do dia, ajustando sua capacidade de serviço ao que realmente é utilizado. Exemplo: você pode programar a inicialização e desligamento de servidores que operam apenas em horário comercial.

Com a cloud pública dá pra enxergar a economia sendo feita através do monitoramento, automação e uso das ferramentas que permitem o uso dinâmico dos recursos.

A cloud pública acomoda a grande maioria das aplicações

Existam aplicações muito específicas que são difíceis de mover para a cloud, mas elas são raras demais. Normalmente essas poucas aplicações não são justificativa para manter clouds privadas.

Olhe por exemplo, as soluções que permitiram levar os ERPs para a cloud de maneira segura e eficiente – são aplicações vitais para as empresas. Muitas vezes são escritas em tecnologias legadas e interconectadas a diversos outros serviços, mas que têm sido completamente movidas com sucesso.

Para a grande maioria das empresas, a infraestrutura local ficará restrita aos computadores dos usuários e acesso à internet. A parte privada da cloud híbrida é apenas uma solução temporária já que é muito difícil levar tudo para a cloud de uma vez só.

Concluindo…

Não existe uma única forma de ver a cloud pública. Dependendo da realidade e das necessidades de cada empresa, as soluções podem mudar. Entretanto os ganhos de escala, sofisticação e conveniência da nuvem pública colocam um novo paradigma em infraestrutura. Fica mais difícil justificar a compra e manutenção de equipamentos próprios.

Precisamos nos acostumar que ela é algo muito mais concreto, completo e sofisticado do que as soluções de infraestrutura mais antigas. Lembra daquela nuvem com cara de monstro mitológico? Não precisa mais ter medo dela.

*A Sky.One é uma empresa especializada no desenvolvimento de plataformas que facilitam o uso da nuvem e soluções em cloud. É uma das patrocinadoras do Superlógica Xperience 2017 e vai estar presente no evento.




Compartilhar

Comentários

comentarios