viabilizar financeiramente a portaria remota

Como viabilizar financeiramente a portaria remota no seu condomínio

Muitos empreendimentos têm deixado de lado a portaria presencial em prol de soluções que ofereçam mais segurança e agilidade nos serviços prestados aos moradores. Nesse sentido, a questão que se apresenta é: como viabilizar financeiramente a portaria remota no seu condomínio residencial.

Em um país com índices elevados de roubos em condomínios, é importante que o síndico considere não apenas o lado financeiro, mas também os impactos que soluções como a portaria remota podem trazer para funcionários, prestadores de serviço, visitantes e moradores.

Neste artigo, veja como a portaria remota impacta financeiramente no condomínio e como viabilizá-la. Boa leitura!

Portaria remota x portaria presencial

Os custos para a adoção de uma portaria remota dependem de uma série de fatores, como a região e o porte do condomínio. Embora o valor possa parecer excessivo para a realidade de condomínios menores, é importante considerar a economia que a solução proporciona a médio e longo prazo e as melhorias que os condôminos viverão.

Para que uma portaria presencial funcione 24 horas por dia, é necessária a contratação de ao menos quatro funcionários, revezando-se em turnos, para a realização do serviço. Isso traz custos elevados ao condomínio, que deve arcar com o salário de cada colaborador e com todos os encargos e tributos previstos na Lei.

Todos esses fatores podem tornar o passivo trabalhista muito elevado, levando condomínios a apresentarem déficit mensal e terem de buscar formas para cortar despesas e reduzir custos para viabilizar financeiramente suas operações. 

Em contrapartida a esse cenário, as soluções de portaria remota proporcionam uma economia considerável desses custos para o condomínio, impactando positivamente a parte financeira e a operacional.

Com isso, muitos empreendimentos conseguem aliviar as contas, o que proporciona outras melhorias e, em alguns casos, até mesmo a redução da taxa condominial mensal.


Custos com encargos trabalhistas e verbas rescisórias

Outro ponto que pode pesar na viabilização financeira da portaria remota são as despesas com verbas rescisórias e possíveis processos judiciais por parte dos ex-funcionários. Com a solução a distância, os serviços dos colaboradores que costumavam atuar presencialmente na portaria não são mais necessários e eles podem ser dispensados.

Nesse sentido, a maior dificuldade encontrada por condomínios é a disponibilidade de recursos tanto para a implantação do projeto quanto para a rescisão dos contratos de trabalho dos colaboradores.

Por isso, é preciso analisar cada caso para evitar que o condomínio tenha que arcar com despesas trabalhistas muito elevadas e garantir que não haja processos relativos a problemas como acúmulo de função e pagamento de adicional noturno.

Estrutura do condomínio e equipamentos necessários

Da escolha da empresa fornecedora à análise de pontos como contrato, sistema de pagamento e tecnologia agregada, é preciso que o síndico verifique atentamente cada aspecto que pode pesar no valor da solução.

Dependendo da estrutura do condomínio, pode ser necessário o investimento em equipamentos e na instalação dos dispositivos necessários para que o sistema de portaria remota – atendimento, monitoramento etc. – funcione corretamente.

Uma vez analisados esses pontos, é importante ter em mente que o sistema de portaria remota garante um avanço tecnológico ao condomínio que traz tanto benefícios financeiros quanto operacionais, proporcionando um retorno do investimento em tempo satisfatório.

Investimento em tecnologia

Para viabilizar financeiramente a portaria remota no condomínio, é preciso que síndico faça mais do que apenas considerar os benefícios e os impactos financeiros.

É necessário que o condomínio tenha uma gestão financeira eficiente, que colabore para a escalabilidade das contas de forma sustentável.

Para isso, síndicos e administradores devem abrir os olhos para outras inovações tecnológicas que podem otimizar seu trabalho, proporcionando redução de custos, da digitalização e automatização de pagamentos e outros processos financeiros à adoção de soluções como assembleia virtual e serviços em nuvem.

****

Para conhecer mais sobre portaria remota, visite o blog da Kiper e informe-se!

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios, Imobiliárias e Educação

A Superlógica também realiza o Superlógica Xperience, maior evento sobre a economia da recorrência da América Latina, e o Superlógica Next, evento que apresenta tendências e inovações do mercado condominial.

New call-to-action

Compartilhar

Comentários

comentarios