Como lidar com o aumento da conta de luz nos condomínios

Aumento da conta de luz em condomínios: o que fazer?

As administradoras de condomínios precisam estar atentas a todas as novidades que impactam as contas do condomínio e a vida dos moradores em geral. Uma das mais recentes é o aumento da conta de luz.

A criação de uma nova bandeira tarifária pela Aneel foi motivada pela crise hídrica. Como a maior parte da energia elétrica produzida no país vem de usinas hidrelétricas, a estiagem que o Brasil enfrenta hoje causa problemas na oferta, encarecendo o fornecimento de energia.

Neste artigo, vamos explorar a relação entre esse aumento no custo da energia elétrica para os consumidores e a administração de um condomínio.



O que o aumento da conta de luz tem a ver com a administradora de condomínios?

Não importa como é a forma de rateio dessa despesa, há impactos notáveis no custo de cada condômino. Além disso, há o consumo de energia das áreas comuns, que é rateado entre todos. Isto é: portaria, corredores, portão, garagem, salão de festas, piscina, elevador, bomba hidráulica.

Independentemente do que está disposto em contrato, administradoras que buscam se destacar no mercado precisam trazer mais conveniência aos moradores e melhorar a convivência entre vizinhos. 

Melhorar a satisfação dos seus clientes é a forma ideal de alcançar essa visibilidade. É preciso atuar de maneira estratégica, junto com o síndico, para defender os interesses comuns dos condôminos.

Nesse sentido, o aumento na conta de luz do condomínio não impacta diretamente a administradora. De qualquer maneira, é uma preocupação compartilhada entre moradores e, portanto, deve ser alvo da atenção da empresa.

Dicas para economia de energia nos condomínios

Algumas questões são tão básicas que praticamente todos os condomínios já adotam. Entre elas, a substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED e, também, a instalação de sensores de movimento.

A seguir, confira outras recomendações de ações que podem ajudar na redução da conta de luz no condomínio.

  • Contratar um eletricista para verificar a fiação elétrica, em busca de possíveis fugas de corrente;
  • Ajustar os aparelhos de ar condicionado de áreas comuns (se houver) para funcionarem apenas em condições preestabelecidas;
  • Em alguns casos, vale a pena cogitar e debater com os condôminos a troca do elevador, pois modelos mais novos consomem consideravelmente menos energia;
  • A economia de água também contribui para uma conta de energia menor, pois a demanda da bomba hidráulica diminui. Então, vale a pena verificar vazamentos e conscientizar os condôminos a economizarem água;

E quanto às contas de luz individuais?

Inicialmente, a prioridade do síndico e da administradora de condomínios deve ser buscar maneiras de reduzir o consumo de energia nas áreas comuns.

Em situação ideal, cada condômino deve ter a liberdade para consumir o quanto precisar ou quiser — e pagar por isso. Por outro lado, temos que olhar para o fornecimento de energia como uma questão coletiva.

Embora existam subsídios governamentais sobre as tarifas de energia, a base da precificação é a lei da oferta e procura. Se a infraestrutura energética do país produz mais watts do que a indústria e a população demandam, o preço cai.

E o contrário também é verdadeiro. Ou seja, quando a oferta de energia está em baixa (como em caso de crise hídrica) e a demanda cresce ou segue a mesma, o preço sobe. 

Por isso, vale a pena espalhar recomendações de economia de energia para dentro das residências – e não apenas para as áreas comuns do condomínio. Distribua comunicados e mensagens digitais com dicas.

Além das recomendações semelhantes às da área comuns, existem ações simples que podem ajudar.

  • Desligue a torneira ao escovar os dentes ou ao ensaboar as louças;
  • Limite o uso da máquina de lavar, se possível;
  • Verifique possíveis vazamentos na sua casa, ou de vizinhos que possam ser demonstrados nas suas paredes;
  • Lave o carro com baldes;
  • Coloque uma garrafa PET com água ou areia na caixa acoplada à privada.

O que achou das nossas dicas sobre economia de energia para reduzir a conta de luz do condomínio? Deixe um comentário abaixo com a sua opinião.

New call-to-action

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve a plataforma de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios e Imobiliárias.

Compartilhar

Comentários

comentarios