Entenda o que torna um condomínio sustentável

Artigo publicado originalmente em 25/10/2021 e atualizado em 27/10/2021

Em tempos que as secas ocasionam crises hídricas e preocupam os cidadãos brasileiros, a pauta da sustentabilidade ganha força no nosso dia a dia. Pensando nisso, é importante para as administradoras e síndicos estimularem a adoção de medidas para tornar os condomínios sustentáveis.

Muito mais do que o simples cuidado com o meio ambiente, o condomínio sustentável já se tornou um conceito de moradia. Cada vez mais, as pessoas buscam por espaços que proporcionem uma qualidade de vida melhor e cuidados reais com os ecossistemas.

Para saber mais sobre os condomínios sustentáveis e quais são as ações que administradoras e síndicos podem colocar em prática, acompanhe este artigo!



O que são condomínios sustentáveis?

Os condomínios sustentáveis, também chamados de condomínios ecológicos, são empreendimentos que buscam minimizar os impactos que a rotina do local causa ao meio ambiente.

Um condomínio sustentável pode ser concebido desde o seu projeto, percorrendo todas as etapas de construção com materiais sustentáveis. Mas há também práticas que podem tornar sustentáveis os conjuntos habitacionais já construídos e habitados.

O emprego de ações voltadas à diminuição da poluição, manejo dos resíduos sólidos e uso adequado dos recursos naturais são uma tendência global. Além de melhorar o hiperlocal (o condomínio), tem impacto nas condições de vida no planeta.

Vantagens do condomínio sustentável

Além de mitigar os problemas ambientais — processo que favorece a todos —, um condomínio sustentável é mais econômico e gera maior valor agregado aos imóveis.

Se, no primeiro momento, uma obra focada na preservação do meio ambiente é mais cara, o custo retorna em benefícios no valor de venda do bem. Algumas pesquisas indicam que um imóvel sustentável tem uma valorização imediata de 10% e, além disso, é mais rapidamente negociado.

Já a economia nos custos condominiais pode ocorrer por meio da redução dos gastos com energia elétrica e com a redução do consumo de água.

Outro benefício é que os condomínios, quando adotam estas práticas, tendem a oferecer mais espaços verdes, como jardins e bosques. Isso se torna uma vantagem para as administradoras, que passam a ter investimentos em potencial pautados nas características do condomínio.

Boas práticas de um condomínio sustentável

Existem diversos processos que podem ser incorporados para tornar os condomínios sustentáveis. Eles vão desde a melhoria das áreas comuns até o trabalho de conscientização de colaboradores, síndicos e condôminos.

Conheça algumas práticas:

Captação de água da chuva e reutilização

Instalar um sistema para a captação e armazenamento de água da chuva é um diferencial, principalmente em períodos e regiões com maior incidência de secas e crises hídricas. Essa reserva pode ser usada para limpar as áreas comuns, irrigar hortas e, até mesmo, para abastecer as caixas de descarga de vasos sanitários.

Otimização dos sistemas hidráulicos

Outra ação importante é os ajustes nos sistemas hidráulicos que, com um pequeno investimento, pode trazer uma grande economia e tornar o condomínio mais sustentável. 

Alguns exemplos são:

  • Válvulas com regulagem de vazão nas torneiras e vasos sanitários, evitando o desperdício;
  • Vasos inteligentes com caixas menores;
  • Torneiras com redutores de água;
  • Sistema de desligamento automático de torneiras nas áreas comuns;
  • Individualização de medidores, assim cada um paga pelo consumo próprio;
  • Banheiros masculinos das áreas comuns com mictórios, o que reduz em até 50% o uso de água a cada descarga;
  • Substituição das torneiras de jardim, com acesso restrito aos colaboradores.

Economia de energia

A principal estratégia para reduzir os gastos com energia e produzir energia limpa é a instalação de painéis solares. Eles geram a energia através de placas fotovoltaicas, que podem ser instaladas em telhados ou em outras áreas com incidência solar.

O que também melhora a eficiência energética é a substituição de lâmpadas incandescentes e fluorescentes por lâmpadas de led, mais duráveis e econômicas.

A instalação de películas nos vidros ameniza a entrada de calor, funcionando como controle térmico. O que significa menos consumo de energia com ar condicionado.

Gestão dos resíduos sólidos e reciclagem

Muito comum nas grandes cidades, a reciclagem e a gestão dos resíduos sólidos são as formas mais recorrentes de cuidar da natureza. Mas essas mudanças vão depender também dos moradores, que precisam ser conscientizados sobre a separação dos resíduos.

Instale lixeiras coletivas para cada tipo de material sólido reciclável e incentive os condôminos a separar seus resíduos.

É possível ainda fazer uma parceria com cooperativas de catadores ou com ONGs para o recolhimento dos itens. Também, algumas prefeituras oferecem esse serviço.

Se o condomínio possuir uma horta ou área verde, parte do material orgânico produzido pelos moradores pode ser colocada em uma composteira, que servirá para adubar esses espaços. 

Outro item que pode ser separado e doado é o óleo de cozinha usado. Há cooperativas que reciclam e produzem sabão e biodiesel. Ele também pode ser reutilizado na produção de tintas.

Além de sustentável, a reciclagem fomenta a economia e produz empregos.

Áreas de lazer e áreas comuns atraentes

A criação de áreas verdes, como jardins, bosques, gramados e até hortas, além de fortalecer o convívio social, reduz os gastos individuais com energia elétrica, pois as pessoas tendem a dedicar uma maior parte do dia às áreas ao ar livre.

Esses espaços também servem como sistema de drenagem, permitindo com que a água da chuva permeie o solo, evitando alagamentos.

São iniciativas simples como esta que geram impacto ambiental positivo. Sobretudo em regiões de adensamento, pois reduzem o risco de enchentes e enxurradas.

Condomínios sustentáveis valorizam os imóveis

A implementação de um condomínio sustentável é importante não apenas para o meio ambiente, mas também para as administradoras.

Um condomínio sustentável e administrado com sistemas inteligentes de gestão, como a plataforma Superlógica Condomínios, torna a vida dos moradores mais simples e com mais tempo para desfrutar dos bons momentos.

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve a plataforma de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios e Imobiliárias.

New call-to-action

Compartilhar

Comentários

comentarios