Comunicação interna e Endomarketing

Comunicação interna e endomarketing para administradoras de condomínios

Artigo publicado originalmente em 06/01/2022 e atualizado em 07/01/2022

Enquanto ajudam os síndicos a melhorar o relacionamento e o fluxo de informações nos condomínios, é comum que as administradoras não tenham o mesmo cuidado da porta para dentro e negligenciem a comunicação interna e o endomarketing.

Como em todos os negócios, é importante que as administradoras de condomínios se comuniquem com eficiência com seus colaboradores. Melhor ainda se conseguirem fazer com que eles “vistam a camiseta” da empresa.

E isso depende de planejar e executar boas práticas de comunicação interna e endomarketing, tema deste blog post.


Qual a diferença entre comunicação interna e endomarketing?

Embora muitas vezes sejam tratados como sinônimos, comunicação interna e endomarketing não são a mesma coisa.

Para facilitar a diferenciação, vamos primeiro ver o que há em comum. Endo é um prefixo de origem grega que quer dizer dentro. Ou seja, endomarketing = marketing de dentro = marketing interno.

Assim, estamos falando em comunicação interna e marketing interno, duas práticas voltadas para dentro da empresa. Isto é, dizem respeito às relações entre administradores, gestores e colaboradores, excluindo os clientes.

Resta entender as diferenças entre comunicação e marketing.

A comunicação é o processo de transmitir uma informação, enquanto o marketing é um conjunto de práticas que ajudam uma empresa a vender mais ou se posicionar melhor no mercado.

No caso do marketing interno, a palavra é usada de forma metafórica, mas vamos explicar melhor em seguida.

Abaixo, apresentamos duas definições mais bem resolvidas sobre os dois termos.

O que é comunicação interna?

Comunicação interna é o planejamento e a execução do compartilhamento de informações entre as pessoas que compõem uma empresa.

Não estamos falando dos fluxos informais de comunicação (a conversa entre dois funcionários no ponto do cafezinho, por exemplo). Mas sim de mensagens específicas direcionadas para os colaboradores (em geral ou para determinada área da empresa) e canais desenvolvidos para estimular o diálogo e trocas de informações.

Esses canais podem ser offline, como murais, revistas, cartazes, manuais, palestras e reuniões, e online, como e-mails, intranet e rede social corporativa. Neste último, há a possibilidade de interagir, tornando a comunicação interna mais dinâmica e menos vertical.

Quanto às mensagens que são transmitidas na comunicação interna, as possibilidades são inúmeras.

Elas podem envolver desde questões estratégicas da empresa, como metas, objetivos e cultura organizacional, até normas de conduta e pequenas questões práticas, como regras para usar a cozinha do escritório.

O que é endomarketing?

Falamos antes que o “marketing” do endomarketing é metafórico. Isso porque, em vez de impactar nas vendas do produto para os clientes, trata-se de vender ideias (aí a metáfora) para quem está dentro da empresa: os colaboradores.

Em vez de comprar produtos, o funcionário compra essas ideias e se torna um colaborador engajado, daqueles que sentem grande satisfação por estarem na empresa. No melhor dos cenários, eles se tornam verdadeiros embaixadores da marca, promovendo-a para possíveis clientes e ajudando na captação de talentos.

As maiores vantagens, no entanto, são a retenção dos talentos atuais, diminuição do turnover (rotatividade) e todos os benefícios que resultam de uma equipe engajada, afinal a tendência é que essa equipe seja mais produtiva, criativa e inovadora.

O endomarketing também é uma maneira de difundir a cultura organizacional da empresa, fazendo com que seus processos fluam com mais harmonia. Kit de boas-vindas, treinamentos, presentes, prêmios de reconhecimento profissional e participações em eventos são algumas das ações nas quais o endomarketing dá as caras. Além, claro, dos mesmos canais que citamos antes ao falar sobre comunicação interna, como envio de e-mails e redes sociais corporativas.

Como você pôde perceber, o endomarketing tem um caráter mais estratégico — buscando criar um sentimento de afeição entre o profissional e a empresa — que a comunicação interna.

Implementando a comunicação interna e endomarketing

Mesmo que sua administradora de condomínios seja pequena e não conte com um número muito grande de funcionários, vale a pena trabalhar o endomarketing e a comunicação interna.

Aproveite o fato da equipe ser enxuta para difundir a cultura organizacional com pouco ruído. Assim, quando a empresa crescer, será mais fácil para os novos colaboradores a absorverem.

Caso a empresa já possua um organograma mais complexo e robusto, é essencial envolver os líderes de cada área no planejamento e execução da comunicação interna e do endomarketing.

Cuide para que a comunicação não aconteça exclusivamente no modelo top-down (de baixo para cima, considerando os níveis hierárquicos). Geralmente, os profissionais apreciam a possibilidade de expor suas ideias e opiniões.

Saiba mais sobre técnicas inovadoras para engajar seus colaboradores no vídeo abaixo:

O que achou? Está pensando em implementar ações de comunicação interna e endomarketing na sua administradora de condomínios? Responda na caixa de comentários abaixo!

New call-to-action

Compartilhar

Comentários

comentarios