Qual o impacto da LGDP nas imobiliárias?

Qual o impacto da LGPD nas imobiliárias? – Superlógica

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) exige que as empresas que possuem informações pessoais de clientes, como é o caso das imobiliárias, apenas as utilizem para finalidades previamente autorizadas.

O principal impacto da LGPD nas imobiliárias é que todos os processos que envolvem dados de clientes devem ser regularizados conforme a nova lei.

Na prática, a legislação estabelece as condições nas quais dados pessoais (obtidos de forma digital ou presencial) podem se tratados. Além disso, define uma série de direitos para os titulares dos dados e obrigações para quem os controla.

A lei foi sancionada em 2018, mas entrou em vigor em agosto de 2020. A partir de agosto de 2021, o descumprimento das novas regras acarretará multas que variam entre 2% do faturamento da empresa até R$ 50 milhões.

O que é LGPD?

LGPD é uma lei que garante a proteção de dados de pessoas físicas. A legislação estabelece normas para a coleta, tratamento, armazenamento e compartilhamento de dados pessoais.

Com esta normatização, o Brasil se alinha aos países desenvolvidos no que se refere ao direito à privacidade e à proteção de dados sensíveis. A lei brasileira foi inspirada no GDPR (sigla em inglês para Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados) da União Europeia.

O que são dados pessoais?

Dados pessoais são as informações que servem para identificar e diferenciar uma pessoa da outra, tais como número de documentos, por exemplo. Há, segundo a lei, dois outros tipos de dados: anonimizados e sensíveis.

Dados anonimizados são aqueles que, por meio de técnicas de processamento de dados, tornam-se não identificáveis. Ou seja, não se pode associá-los a uma pessoa. 

Dados sensíveis são todos aqueles que mostram informações particulares das pessoas, entre elas a opinião política, religião, orientação sexual, etc.

O que muda para as imobiliárias?

Como as imobiliárias trabalham com banco de dados de clientes, o manejo dessas informações passa a ser algo que merece uma atenção especial. A partir de agora, é necessário um rígido e organizado controle de dados.

Outro impacto importante na gestão imobiliária é o tratamento dos dados. Isso diz respeito a todas as operações que envolvem coleta, classificação, processamento, reprodução, acesso, armazenamento ou eliminação de informações.

Campanhas de marketing digital, por exemplo, deverão levar em conta o que os clientes autorizaram ao se cadastrarem no site ou aplicativo da imobiliária.

Como a transparência é o paradigma da LGPD, o uso de mailing para enviar informações não solicitadas pelos clientes pode configurar descumprimento à nova lei.

Como adaptar sua imobiliária à LGPD

Para as imobiliárias e corretores, é importante entender que o uso dos dados dos clientes deve ter consentimento explícito e espontâneo por parte dos titulares. Veja algumas dicas de como adaptar sua imobiliária à LGPD.

Mapeie os dados de seus clientes

É importante ter clareza sobre a composição do banco de dados de sua imobiliária. Além disso, verifique se não há informações desnecessárias em seus registros. 

Fique com as informações essenciais e despreze o que é excesso, principalmente o que pode gerar dores de cabeça futuras.

Lembre-se de deixar claro para os seus clientes como você trata as informações que ele lhe fornece esteja pronto para fornecê-las a qualquer tempo.

Tenha sistemas adequados à LGPD

Da coleta de dados na mesa do corretor ao preenchimento de um formulário online, tenha sistemas informacionais e softwares de acordo com a LGPD. Isso significa que toda e qualquer plataforma de negociação imobiliária deve estar adequada à nova legislação.

Seja na coleta presencial seja na digital, deixe claro qual a política de privacidade da empresa. Lembre-se de garantir o consentimento dos clientes informando-os sobre essas políticas.

Qual o impacto da LGDP nas imobiliárias?

Maior controle e segurança, melhores resultados nos negócios 

Com a regularização dos dados pessoais, a tendência é haver uma otimização nas estratégias de marketing digital.

Aproveite o controle e tratamento de dados a seu favor, com campanhas mais focadas, reduzindo o tempo de prospecção ativa dos corretores.

O cumprimento das novas normas da LGPD torna as trocas de informações entre clientes e empresas mais transparentes, o que favorece uma relação de maior confiança.

Isso resulta em uma comunicação mais focada e agradável, cuja consequência é o aumento da credibilidade de sua imobiliária. 

Os benefícios de um sistema de gestão para imobiliárias

Os benefícios de um sistema de gestão para imobiliárias ultrapassam as questões meramente técnicas e legais exigidas pela LGPD.

Estar em conformidade com a legislação garante uma melhor organização dos dados pessoais, segurança e dos processos em geral.

Dentre os muitos serviços oferecidos pela Superlógica Imobiliárias, a ferramenta de gestão de clientes, imóveis e contratos é perfeita para as novas exigências.

Sobre a Superlógica

Superlógica desenvolve o software de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e AssinaturasCondomínios e Imobiliárias.





Compartilhar

Comentários

comentarios