sistema para imobiliária

Como saber se sua imobiliária precisa trocar de sistema em 2020

Certamente você já usa um sistema para imobiliária, mas será que ele é mais adequado para a nova década que estamos iniciando? Entrar em 2020 com um sistema que não atende seu negócio da maneira correta pode ser um grande erro. 

Portanto, para quem está querendo crescer, ou seja, ter um negócio mais lucrativo e competitivo, precisa aproveitar o início do ano para reavaliar suas soluções tecnológicas. 

Neste artigo, preparamos um guia completo com todas as informações que  você precisa saber antes de trocar o sistema da sua empresa. Boa leitura!

O que faz um sistema para imobiliária ser ultrapassado?

A tecnologia está em constante transformação, e isso também se aplica aos sistemas para imobiliária.

Quem deseja manter-se competitivo no mercado, precisa entender quando um sistema já está ultrapassado e chegou a hora de trocar. Confira, abaixo, as principais características dele: 

1. Criado pela própria imobiliária

Por acaso, você pediria a um dentista que realizasse o trabalho de um neurologista? Imagino que não, especialmente se deseja o melhor resultado.

No entanto, é praticamente isso que muitas imobiliárias acabam fazendo ao desenvolverem seu próprio sistema. 

Uma imobiliária deve ser especialista em vender ou locar imóveis, proporcionando sempre uma experiência única aos seus clientes. Portanto, não deveriam gastar esforços para conseguir desenvolver um sistema para imobiliária eficiente. 

Além de gerar mais gastos para criação e manutenção do sistema, facilmente ele irá se tornar defasado. 

2. Não automatiza processos

As empresas que escolhem automatizar seus processos, além de conquistarem uma expansão mais rápida, também conseguem garantir mais satisfação por parte dos clientes.

Portanto, na hora de decidir se deve ou não manter o seu sistema para imobiliária, considere a automação. Logo no primeiro mês, você já conseguirá  notar todos os benefícios. 

3. Sem integrações

Um sistema só é tão valioso quanto suas integrações. Portanto, não vale a pena continuar gastando  recursos financeiros em um sistema que trabalha sozinho.

Isso só gera mais complicações para os seus funcionários e muito, mas muito, mais burocracia para os clientes. 

Use a assinatura eletrônica como exemplo. Ao invés de ser algo “supérfluo”, ou um pequeno adicional, que a imobiliária oferece, hoje em dia, ela é uma necessidade.

É o momento certo de trocar seu sistema para imobiliária?

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae, as pequenas empresas brasileiras, usam o WhatsApp para se comunicarem com os seus clientes. 

Guia do sistema para imobiliária

 

 

 

 

 

 

Talvez, o dado pareça insignificante, mas mostra que boa parte do mercado já está em busca de ferramentas digitais para melhorar seus processos, atendimento, enfim.

Tudo isso visando proporcionar ao cliente uma experiência exclusiva. Ou seja, você não pode ficar para trás! 

Para saber se está na hora de trocar seu sistema considere os seguintes fatores: 

  1. Otimização de custos; 
  2. Uso de novas tecnologias para melhorar a relação com o cliente;
  3. Melhora de competitividade frente à concorrência. 

Se o seu sistema já não atende mais esses pré-requisitos, já sabe. 

Passo a passo para escolher um novo sistema

Chegou o momento de mudar seu sistema para imobiliária! Preparado?

Então dê uma olhadinha em alguns passos essenciais para acertar na sua escolha: 

1. Pesquisa de mercado

Tudo começa com uma boa análise, portanto, não economize tempo. Não escolha o novo sistema da sua imobiliária com pressa, as chances de dar errado são grandes. 

Hoje em dia, existem diversas opções no mercado. Consulte parceiros e outros profissionais da área, pesquise com bastante cuidado e eleja os 3 preferidos para prosseguir ao próximo passo. 

2. Valor para investimento

Qualquer mudança exige investimento financeiro e tempo, isso é inevitável. Quem começa a busca querendo encontrar o sistema para imobiliária mais barato, com certeza, está fadado ao fracasso. 

Afinal de contas, você precisa de um sistema tecnológico com integrações, automações e diversas funções administrativas e financeiras para sua imobiliária. Portanto, é melhor estar disposto a investir em um bom equipamento, mesmo que ele não seja o mais em conta. 

3. Tecnologia necessária

Temos certeza de que a locação, venda ou administração de imóveis é sua especialidade. Portanto, encontre, como dissemos acima, um sistema que te ajude a exercer essas funções com mais eficiência. 

Vale a pena até mesmo, considerar o tipo de sistema que os concorrentes estão usando. No entanto, não se limite! Faça várias buscas pelo mercado e encontre aquele que irá tornar o seu negócio mais competitivo e avançado. 

4. Sistema online

Por acaso, no primeiro passo, você selecionou algum sistema desktop que só pode ser acessado na máquina que foi instalado?

Pode riscá-lo da lista agora mesmo! Isso está mais do que ultrapassado. 

Em primeiro lugar, seus colaboradores precisam se manter conectados ao sistema em tempo real, independente de onde estejam. 

Além disso, um sistema online também melhora a segurança dos dados e arquivos do seu negócio. Afinal, quem já perdeu todos os arquivos do desktop, por causa de uma falha técnica, sabe bem do que estamos falando. 

5. Metas estabelecidas

Provavelmente o seu planejamento para 2020  já está pronto, certo? Portanto, você já sabe onde quer chegar. 

Considere quais são suas metas para este novo período antes de escolher seu sistema. Lembre-se de que ele irá te ajudar a conquistar novos clientes, melhorar sua relação com os atuais parceiros e otimizar processos. 

Quem deseja aumentar os lucros, por exemplo, pode buscar um sistema mais voltado para a otimização de custos. Agora, quem gostaria aumentar a quantidade de imóveis alugados, precisa de um sistema que torne esse processo mais rápido e menos burocrático. 

Agora que você já tem em mente qual é o tipo de sistema para imobiliária ideal é só começar a mudança. Temos certeza que os resultados serão positivos!



 

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios e Imobiliárias.

Compartilhar

Comentários

comentarios