e-mail marketing para imobiliárias

7 dicas de como usar o e-mail marketing no mercado imobiliário

Artigo escrito pela equipe de conteúdo da leadlovers

A Era Digital já chegou e se instalou em diversos setores. E, claro, com o mercado imobiliário não seria diferente. 

O marketing digital está presente em todas os segmentos e pode trazer resultados incríveis mesmo nas vendas que exigem um investimento mais alto por parte dos consumidores, como é o caso dos imóveis.

Além das redes sociais, dos blogs e do marketing de conteúdo, uma ferramenta importante que pode ser explorada neste mercado é o e-mail marketing

Afinal, a plataforma é universal, acessada diariamente por seus usuários e leva o conteúdo diretamente para quem as empresas desejam impactar, com entrega segmentada de acordo com o próprio filtro da marca.  Não há algoritmos e nem impulsionamentos, e o gasto para usar a ferramenta é praticamente nulo.

Se você ainda tem dúvidas sobre como aplicar esta estratégia na sua empresa do ramo imobiliário, prepare o café, anote as dicas e aprenda tudo sobre como criar um e-mail marketing relevante

Mercado imobiliário

Para começar, é preciso ter em mente que a venda de um imóvel representa mais do que negócios. Para muitos clientes, é a realização de um sonho de toda uma vida e o investimento de economias de anos. 

Por isso, às vezes, este processo não será rápido e é essencial criar uma relação de confiança com os interessados em efetuar a compra. Outro quesito importante é que é preciso demonstrar credibilidade com relação aos processos envolvendo documentação e financeiro. 

Por isso, o e-mail marketing é ideal para o mercado imobiliário

É um canal de comunicação mais formal do que as redes sociais que, se bem trabalhado, será o suficiente para dar a proximidade necessária para estabelecer vínculos entre corretores e investidores, e ainda dar mais segurança para os consumidores na hora de fechar a transação.

E agora, vamos às dicas!
split de pagamentos superlogica

1- E-mails de conteúdo

A primeira dica é formular e-mails de conteúdo, com informações relevantes para os consumidores. Afinal, a confiança não será estabelecida se o cliente for bombardeado, a todo momento, somente com ofertas e anúncios. 

Quando for escrever, pense em assuntos que façam parte do universo imobiliário, como instruções para escolher o melhor imóvel para o perfil do comprador, tutoriais de reforma e decoração, quais as cores de tintas indicadas para pintar cada cômodo, orientações de como melhorar a segurança em casa, dados de pesquisas recentes, etc. 

O ideal é que pelo menos 70% dos emails enviados agreguem algo ao leitor, e os outros 30% sejam destinados a propagandas e publicidade direta. 

2 – E-mails curtos

Seja breve. Acredite, este não é o momento de fazer textos longos, já que o consumidor pode desanimar ao ver a quantidade de linhas no corpo do e-mail. 

Por isso, a recomendação é que o conteúdo esteja organizado de forma sucinta, direta, e que a chamada para a ação (link para o site, número do WhatsApp, uma visita até a imobiliária, por exemplo) esteja em um local acessível na leitura. 

Com relação ao texto, seja mais descontraído na linguagem, como se fosse um bate-papo entre corretor e cliente. Isso também vai ajudar na aproximação e deixar a conversa mais leve. 

3- Capriche no campo de “Assunto”

Este é o momento de ser criativo e usar uma frase atrativa e de impacto, que faça o cliente ficar curioso para abrir o e-mail. 

A frase de assunto precisa ser curta, de no máximo 50 caracteres, que anuncie do que se trata o texto e instigue o leitor. 

4- Pense no visual:

Quando o cliente abrir o e-mail, é essencial que ele tenha boas experiências visuais, para que não solicite a sua exclusão no cadastro de mailing da imobiliária. 

Por isso, pense nas cores que utilizará no texto, em como vai organizar os blocos e também nos anexos, se for usar alguma arte ou imagem gráfica. 

Verifique os recursos que o e-mail da imobiliária dispõe e use-os com sabedoria, sem exagerar – lembrando que precisa passar credibilidade e confiabilidade ao investidor. 
Banner- Gestão carteira de locação

5- Revise

Antes de enviar o e-mail marketing para toda a lista de mailing, confira se a grafia está correta, se as imagens e anexos estão abrindo, se os links não estão quebrados, etc. 

Uma ideia é enviar primeiro um e-mail como teste – para você mesmo ou algum colega – para revisar, e só então fazer o disparo geral para os clientes. É sempre melhor precaver, afinal, não é possível deletar uma mensagem após ela ser enviada. 

6 – Construa um mailing 

Evite comprar listas de e-mail de terceiros. Apesar de conseguir uma lista maior para disparo de forma rápida, a grande quantidade não significa que você irá converter todo este número em leads. Além de ser algo que pode gerar atritos com a nova Lei Geral de Proteção de Dados.

Se tratando da compra de imóveis, dificilmente uma pessoa que não está interessada em adquirir um terreno, casa ou apartamento abrirá o e-mail. E muito menos, este público será impactado com o seu conteúdo. 

A recomendação é para que cada empresa construa o seu próprio mailing. 

Para conseguir inserir o endereço de e-mail dos interessados, a marca pode disponibilizar, em seu site ou rede social, um eBook ou outro conteúdo exclusivo para download. Para acessá-los, o interessado deverá preencher um formulário com os dados essenciais que você precisa, como nome, e-mail e telefone. 

As informações obtidas com este cadastro também vão ajudar na segmentação de assuntos destinados para cada consumidor.  Por exemplo, de nada adianta enviar um e-mail oferecendo um apartamento pequeno, de apenas um quarto, para uma família grande, de outra cidade. 

Por isso, filtrar esses dados é essencial no momento do disparo de mailing. 

7- Analise

A imobiliária ou o corretor só saberão se os métodos aplicados estão dando resultado se analisar, com base nas métricas, qual retorno estão tendo dos e-mails enviados. 

Saiba quem fechou uma compra por influência do e-mail marketing, quem te indicou para alguém, quantos abriram a mensagem, etc.

Também é legal pedir um feedback dos clientes para saber se eles estão gostando dos conteúdos e quais informações prefeririam receber com mais frequência. Isso demonstrará que você se importa com a opinião do consumidor e ainda poderá te levar para o melhor caminho de marketing a seguir. 

Gostou das dicas? Aplique o e-mail marketing no mercado imobiliário e veja os resultados diretos nas vendas da sua empresa.

Sobre a leadlovers

A leadlovers é uma plataforma de Automação de Marketing Digital, que disponibiliza todas as ferramentas para você estruturar sua estratégia online. Com ela você pode criar funis de venda, criar páginas para a web e ter acesso a área de associados com muitos cursos exclusivos. Tudo isso em apenas uma plataforma.

Sobre a Superlógica

Superlógica desenvolve o software de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e AssinaturasCondomíniosImobiliárias.


Compartilhar

Comentários

comentarios