Fraudes em pagamentos recorrentes: como se prevenir?

Por equipe da UpLexis

“Fraudes em pagamentos” é uma expressão que tira o sono de muitos empreendedores e preocupa toda a operação comercial. Elas custam milhões ao balanço da empresa e causam uma grande comoção quanto à credibilidade e confiança do consumidor.

Mesmo com a taxa diminuindo  no Brasil (de acordo com a Konduto, em 2018, o índice caiu 27,8% em relação a 2017), o cenário não é favorável para os donos de negócios.

De maneira geral, as operações fraudulentas ocorrem na internet, onde os cibercriminosos costumam roubar o dinheiro de uma pessoa ou sua informação pessoal para tentar realizar uma transação fraudulenta em alguma outra operação.



Mas como a fraude pode afetar seu negócio?

Com o aumento de negócios online é provável que haja o aumento de tentativas de operações fraudulentas.

Para fraudadores conseguirem realizar a operação, primeiramente eles precisam de todos os dados disponíveis e é por isso que é tão comum consumidores receberem notificações como “nossos funcionários não pedem informações sensíveis” ou então “não passe seus dados para pessoas desconhecidas”.

Mas no caso dos criminosos já terem esses dados, é essencial que sua organização não esteja totalmente vulnerável. Para isso, precisamos entender alguns tipos de fraudes existentes, antes mesmo de nos prevenirmos delas.

Nova call to action

Quais são os tipos de fraudes existentes?

Online phishing

Phishing é o processo de acessar informações pessoais através de e-mails ou websites que parecem legítimos. Ele captura todos os detalhes pessoais para que tudo seja utilizado mais tarde em uma transação absurda.

O Brasil ocupa o 4º lugar na lista de países com maior número de casos de phishing, atrás apenas do Canadá, Estados Unidos e Índia. É necessário garantir que seu site e sua base e-mails são seguros, para que seus usuários possam confiar neles.

Roubo de dados

Funcionários e parceiros de seu negócio podem, algumas vezes, roubar esses dados e cometer a fraude. Muitas plataformas online de pagamento tratam os dados de forma encriptada e por meio de tokens para mantê-los  mais seguros quanto possível. Há ainda alguns outros tipos de fraudes financeiras, porém o ponto aqui é entender  como se prevenir contra fraudes.

Dicas para evitar as fraudes em pagamentos recorrentes

Monitore as operações periódicas

Não processe pagamentos recorrentes com uma autorização antiga ou de forma “forçada”. Em casos como esse, os usuários podem sentir-se no direito de “desautorizar” a operação. Cada uma das operações periódicas deve ser monitorada e deve-se pedir a autorização para o dono do cartão, regularmente.

Conheça seu consumidor

Traga para sua empresa normas de compliance para checagem de terceiros. É importante monitorar ações suspeitas e negócios fraudulentos, uma vez que é possível entender o comportamento do consumidor e captar, inclusive, comportamentos fora do comum.

Monitore as ações fraudulentas

É importante, também, monitorar as transações fraudulentas para identificar futuras transações suspeitas. Isto auxilia a abrir precedentes e prevenir-se contra fraudes antes mesmo que elas ocorram. Porém para isso é necessário regular um sistema de checagem e de inteligência para que ele torne-se assim tão bom em lidar com transações suspeitas.

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios, Imobiliárias e Educação.

A Superlógica também realiza o Superlógica Xperience, maior evento sobre a economia da recorrência da América Latina, e o Superlógica Next, evento que apresenta tendências e inovações do mercado condominial.

Nova call to action

Compartilhar

Comentários

comentarios