Mensalidade escolar: vantagens e desvantagens de receber por cartão de crédito

Quando se pensa nos meios de pagamento disponibilizados pelas instituições de ensino, o boleto bancário é imediatamente lembrado. No entanto, cada vez mais as empresas do setor buscam diversificar seus canais de recebimento.

O cartão de crédito ganhou força como alternativa. Antes, as tarifas altas sobre os recebimentos não eram vantajosas para as instituições de ensino. Porém, com o encarecimento das emissões dos boletos registrados e a naturalização de seu uso pela sociedade, o cartão entrou definitivamente no radar das escolas.

Os brasileiros perderam o medo de endividar-se com este método de pagamento. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o valor transacionado por cartão de crédito no primeiro trimestre de 2019 foi de  260 bilhões de reais, num total de 2,5 bilhões de transações feitas.

Quais são as vantagens e desvantagens de receber a mensalidade escolar por cartão de crédito? Respondemos essas perguntas e muito mais, confira no artigo abaixo!

Veja também nosso último artigo: “Mensalidade escolar: Por que continuar cobrando por boleto?


Panorama do cartão de crédito no Brasil

A história do cartão de crédito no país começa na década de 1950 com a parceria entre o banco Bradesco e a BankAmericard. 

Os anos passaram, a concorrência aumentou e o meio de pagamento se popularizou na sociedade. Houve, então, a necessidade de criar uma instituição para alimentar o desenvolvimento sustentável do mercado, a Abecs.

A relevância do cartão de crédito cresce anualmente na economia nacional. Somente em 2018, foram mais de R$ 960 bi transacionados, o que representa mais de 60% do total movimentado por cartões (crédito, débito e pré-pago), R$ 1,55 tri.

Já em 2019, os 260 bilhões de reais envolvidos em operações no primeiro trimestre representaram um crescimento de 17,8% em relação ao primeiro trimestre de 2018.

De acordo com a pesquisa Estatísticas de Pagamentos de Varejo e de Cartões, do Banco Central, em 2017 o total de cartões de créditos no Brasil era cerca de 150 milhões, com 54,6% deles ativos.

Enfim, notamos seu impacto quando compararmos todas as transações por cartão, incluindo débito e pré-pago, ao PIB. No primeiro trimestre de 2009 o valor correspondia a 11,4% do Produto Interno Bruto, enquanto no primeiro trimestre de 2019 o valor representa quase um quarto, 24,3%.

Vantagens de receber a mensalidade escolar por cartão de crédito

Antes de oferecer a possibilidade de pagar a mensalidade escolar via cartão de crédito, é necessário entender qual o impacto causado na gestão financeira da instituição. Ao mesmo tempo, como se estima um relacionamento de longa data com os pais e alunos, também é preciso que isso lhes ofereça benefícios.

Confira as principais vantagens de oferecer esse método de pagamento!

Menores taxas de inadimplência 

Existem diversos motivos para os pais não pagarem uma fatura. Esquecimento, dificuldades financeiras ou simplesmente porque não queriam, essas são as variáveis que entram em ação ao cobrar por boleto.

Receber a mensalidade por cartão de crédito pode ser uma ótima maneira de combater a inadimplência. A cobrança é programática e automática, ou seja, existem menos precedentes para que a mensalidade não seja paga.

Melhor previsibilidade na receita

Quanto mais previsível a receita do mês, melhor para a análise do fluxo de caixa. Isso é uma máxima, especialmente, para empresas que recebem por recorrência, como as escolas e cursos livres.

O controle de pagamentos confirmados dos cartões de crédito é feito na hora, através de um sistema de gestão. Também, com a cobrança automática, fica mais simples prever os valores recebidos, tornando a régua de cobrança mais efetiva.

Independência do boleto

A emissão de boletos gera uma série de gastos, principalmente os custos de tarifas junto aos bancos. Com a necessidade de registrá-los, essas taxas podem superar os R$ 6,00 (seis reais) dependendo do banco.

Outro argumento pela diminuição das faturas impressas é o ponto de vista ecológico. De acordo com uma pesquisa da Union + Webster, 87% dos consumidores preferem comprar de empresas sustentáveis, ou seja, quanto menos papel, melhor a imagem da escola para o público.

Uma série de benefícios para os pais

O principal ponto de argumento para considerar a cobrança de mensalidade escolar por cartão de crédito é o valor agregado para os pais e alunos.

Primeiramente, há a comodidade de não se preocupar com esquecimentos e não precisar se locomover para quitar os vencimentos. Outro grande benefício é a disponibilidade de ganhos ao realizar os pagamentos por este meio, assim os pais ganham pontos e milhas de vantagem nos programas de fidelidade dos cartões.

Mais alternativas = mais captação de alunos

A diversificação das ofertas de formas de pagamentos podem ser uma arma nas estratégias de captação.

A habilitação da quitação das matrículas é feito online, ou seja, têm menos barreiras para que ele desista do processo. Assim, o esforço para conseguir novos alunos é diminuído e pode ser direcionado para as áreas de relacionamento e atendimento.

Desvantagens de receber a mensalidade escolar por cartão de crédito

Ao mesmo tempo que existem impactos positivos, é preciso avaliar os malefícios de adotar o cartão de crédito. Para escolas, sobretudo, que não estão acostumadas a receber desta maneira, faz-se necessária uma análise mais profunda.

Requer atenção dos pais ao limite

Ao optar por pagar a mensalidade escolar via cartão de crédito, os pais precisam ficar constantemente atentos ao limite. A cobrança é feita através de diversas tentativas inteligentes, tentando identificar se há saldo disponível no cartão.

Enquanto os bancos dão a garantia de recebimento às empresas, os clientes precisam ter completa dimensão dos seus gastos ou podem entrar na lista de negativados do Brasil. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o cartão de crédito é o principal tipo de dívida das famílias brasileiras com 78,8%.

Os pagamentos caem mais tarde

Quando um boleto é pago pelos pais o dinheiro cai na conta da escola em poucos dias úteis. Isso dá uma fluidez imediata no caixa, ideal para gastos emergenciais.

No caso do crédito, o valor só será recebido após 32 dias a quitação da mensalidade. Ou seja, exige uma análise e previsão de gastos mais completa para evitar um fluxo negativo nas receitas e despesas.

Chargeback

Chargeback é a contestação do cliente, quando ele recorre à operadora do cartão para receber o estorno por um produto ou serviço o qual não recebeu após a compra não presencial. Isso acontece pela possibilidade de realizar transações utilizando somente o número do cartão

Este recurso, na maioria das vezes, se associa às tentativas de fraude, quando os criminosos utilizam dados de cartão roubados para realizar transações e receber as devolutivas do dinheiro.

Para combater tal ato, as empresas contratam sistemas antifraude. Porém, para negócios com faturamento recorrente, como as instituições de ensino, esse canal de proteção pode trazer mais problemas do que ajudar.

O antifraude pode bloquear negociações legítimas e tornar-se em um empecilho no fechamento de novos contratos de matrícula.

Para escolas, no entanto, o chargeback não é um grande problema. Diferente de uma compra online, no qual a contestação é muito comum, os pais assinaram um contrato se comprometendo com o pagamento das mensalidades – e o aluno comparece à escola todos os dias do ano letivo.

Tarifas percentuais

Por mais que a Nova Plataforma de Cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) tenha aumentado o custo da emissão dos boletos, as taxas do cartão de crédito ainda têm um impacto maior na receita das empresas.

Para as escolas, especialmente, que cobram valores mais altos se comparados a um serviço de streamimg, por exemplo, o prejuízo é ainda mais notável. Uma fatia grande da receita anual pode ser tomada apenas para pagar as tarifas.

Entretanto, essa realidade está mudando!

Cartão de crédito com tarifa fixa no Superlógica Educacional

O maior empecilho para que as instituições de ensino considerem cobrar por cartão de crédito são as taxas percentuais. O boleto, por mais que tenha encarecido, ainda é uma alternativa mais atrativa por não tomar cerca de 3% de um pagamento.

Entretanto, o Superlógica Educacional está introduzindo uma novidade no mercado de escolas e cursos livres. Agora, essas empresas podem fazer a cobrança da mensalidade escolar por cartão de crédito com uma tarifa fixa.

O que isso quer dizer? As instituições continuarão com todas as vantagens citadas acima, por utilizar este meio de pagamento, enquanto terão descontados um valor fixo semelhante ao de um boleto em cima dos recebimentos.

Esse recurso aumenta diversificação de receita, abre margem para negociações e correções no decorrer de uma fatura e aumenta oportunidade de crescimento das escolas.

Para saber mais detalhes sobre a cobrança de mensalidade escolar com tarifa fixa, preencha o formulário abaixo e aguarde o contato de nossos especialistas!


Nova call to action

Compartilhar

Comentários

comentarios