5 indicadores financeiros essenciais para a gestão escolar

Assim como qualquer empresa, instituições de ensino precisam ficar atentas aos indicadores financeiros. Acompanhar esses números de performance são essenciais para identificar a saúde do seu caixa e combater em tempo hábil o que estiver errado.

Além do departamento financeiro, diretores e sócios também precisam estar cientes das principais métricas financeiros, pois são os tomadores de decisão. Ou seja, são os que mais entendem sobre seu próprio negócio e, principalmente, sobre seus propósitos e objetivos.

A Superlógica, desenvolvedora de software para instituições de ensino e cursos livres, preparou este guia para elucidar sobre os principais indicadores financeiros para a gestão da sua escola. 

Você vai ver nesse guia:

  1. Custo médio por aluno
  2. Custo de Aquisição por Cliente (CAC)
  3. Taxa de cancelamento (Churn)
  4. Tempo médio de permanência (LT)
  5. Lifetime Value (LTV)


Custo médio por aluno 

Entender o custo médio de um aluno para sua escola é uma necessidade. A partir deste dado você terá uma margem para saber se a sua instituição está sendo lucrativa. 

Assim, será possível ver a viabilidade de abrir vagas em alguma turma existente ou até a criação de uma nova turma. Bem como formular estratégias para a captação desses novos alunos.

A conta é simples para quem faz um controle do fluxo de caixa muito bem detalhado. 

Some todos os gastos envolvidos no ensino dos alunos: administrativos, materiais, estruturais, salários de professores, entre outros. E depois divida a quantia pelo número de alunos para obter o investimento unitário.

Para conseguir um valor ainda mais eficiente, recomenda-se fazer essa conta por turmas. Em escolas de ensino básico (infantil, fundamental e médio), as mensalidades costumam ser diferentes para cada série.

Como calcular o custo médio por aluno

Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

O CAC vai indicar quanto foi investido para fechar com um de seus clientes. No caso de escolas e cursos livres, a sigla muda para Custo de Aquisição por Alunos

Entram nessa equação todas as despesas com marketing e vendas – incluindo os salários dos colaboradores, além das verbas destinadas às peças e ferramentas de automação.

Para não ficar no vermelho, essa quantia precisa ser recuperada antes do fim da matrícula. Há, ainda, um período ideal para restituí-lo, pois as escolas e cursos precisam lucrar. Caso contrário, você estará apenas “trocando dinheiro”!

O indicado é que o CAC não seja maior do que o equivalente a um terço do total do contrato. Ou seja, se o tempo válido de sua matrícula é de 12 meses, o ideal é recuperar esse investimento em 4 meses.

Como calcular o CAC

Taxa de cancelamento (Churn)

O churn (taxa de cancelamento) é um dos grandes problemas para os gestores. Fato é que, assim como a inadimplência, esses números sempre estarão na realidade dos negócios recorrentes.

Para escolas e cursos livres esses números precisam ser analisados de maneira diferente. Não entram apenas os números de matrículas canceladas, mas também aqueles que não renovaram seus contratos, afinal é um cliente com valor para ser gerado à sua escola que não foi mantido.

Para obter o resultado, basta ter em mãos o número total de clientes do período a ser analisado (contando os ativos e os cancelamentos) e o número de clientes que debandaram.

Uma boa dica é pesquisar as médias do mercado, e principalmente, as médias da sua região. Uma leitura completa sobre os dados lhe permitirá saber como combatê-la.

Como calcular a taxa de cancelamento

Tempo médio de permanência (LT)

Saber o tempo médio de permanência do seu aluno também deve estar em sua lista de prioridades. Lembre-se: manter um cliente que já é seu é muito mais barato do que conquistar um novo.

Ao identificar o chamado Lifetime, “tempo de vida” em inglês, você terá um panorama geral: Seus alunos estão ficando durante toda a carreira acadêmica oferecida por sua escola ou eles estão cancelando a matrícula?

O LT também é importante para encontrar outro indicador essencial para quem cobra mensalidade, o Lifetime Value, que você vai conhecer no próximo item!

Como calcular o LT

Lifetime Value (LTV)

Em tradução literal, estamos falando do Valor do Tempo de Vida do seu Cliente. Escolas não recebem o valor total no momento em que o contrato é assinado, por isso será preciso conhecer o lucro a longo prazo.

Diferentemente dos demais negócios recorrentes, essa métrica não possui um limite, o cliente pode manter sua assinatura para sempre. 

Já nas escolas, a jornada se encerra ao fim da carreira acadêmica oferecida pela instituição. Por exemplo, numa escola na qual a progressão vai do fundamental I ao ensino médio, o aluno permanece até 12 anos.

Esse dado também ilustra a importância de manter um cliente. Uma redução de 5% nas taxas de cancelamento resulta num aumento de 30% na receita gerada ao longo da vida útil do aluno.

Como calcular o LTV

 

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão (ERP) líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas,Condomínios, Imobiliárias e Educação.

A Superlógica também realiza o Superlógica Xperience, maior evento sobre a economia da recorrência da América Latina, e o Superlógica Next, evento que apresenta tendências e inovações do mercado condominial.

Nova call to action

Compartilhar

Comentários

comentarios