Como evitar inadimplência imobiliária?

A inadimplência é um problema que atinge empresas de todos os setores. Especialmente em períodos de crise, a falta de pagamento é uma dificuldade enfrentada pelo mercado e afeta diretamente as imobiliárias.

Para se ter uma ideia, segundo pesquisas, no final de 2016, 39% dos brasileiros adultos estavam inadimplentes. Isso significa que, atualmente, mais de 58 milhões de brasileiros encontram empecilhos para realizar compras a prazo, fazer empréstimos, financiamentos ou conseguir crédito.

Essa situação diminui o interesse pela compra de imóveis, e atrai mais clientes para o aluguel. Ao mesmo tempo, em momentos de crise, é muito comum inquilinos pagarem seus aluguéis atrasados ou até mesmo deixarem de quitar as parcelas.

Por isso, lidar com a inadimplência de forma eficiente e profissional é fundamental para garantir a sobrevivência do seu negócio durante os próximos anos.

Pensando nisso separamos as melhores formas para diminuir a taxa de inadimplência na sua imobiliária, veja mais.

Dicas para evitar a inadimplência imobiliária

Para evitar a inadimplência é preciso pensar em processos que antecedem o atraso do pagamento. A melhor forma é elaborar estratégias para que seu cliente realize o pagamento dentro do prazo estipulado:

#1 Boletos acessíveis

Oferecer aos clientes boletos acessíveis, deixando claras e organizadas as datas de pagamentos, é uma excelente forma de evitar a inadimplência imobiliária. Algumas formas de fazer isso são:

  • Disponibilizar a Área do locatário: Oferecer em seu site uma área em que o locatário possa acessar e gerar seu próprio boleto evita a falta de pagamento, já que o título está sempre acessível e o pagamento pode ser feito a qualquer momento, sem depender dos correios ou do envio de uma carta pelo banco. Além disso, por meio da área do locatário é possível controlar as datas de pagamento, minimizando as chances de atrasos.

  • Envio do boleto por e-mail: Enviar o boleto por e-mail também deixa o documento mais acessível para o inquilino, já que ele pode acessá-lo de qualquer lugar e reforça o prazo máximo para pagamento.

#2 Lembretes de pagamento

Informar seu cliente sobre datas de pagamento também é um item importante para evitar a inadimplência imobiliária.

  • E-mail: Além de enviar o boleto, e-mails automáticos podem ser utilizados também para lembrar os clientes sobre datas de pagamento. Isso facilita, pois informa a data de forma sutil e aumenta as chances do pagamento ser realizado em dia.

  • SMS: Esse é um ótimo recurso para ser utilizado como forma de lembrete. Existem sistemas de gestão financeira exclusivos para imobiliária que oferecem a facilidade de enviar a linha digitável com o vencimento via SMS, o que facilita muito o pagamento para pessoas  que utilizam serviços bancários através do celular.

Dicas para diminuir a inadimplência

Essas medidas certamente irão evitar a falta ou atraso de pagamentos na sua imobiliária. Porém, como já citamos, a inadimplência é um problema enfrentado por grande parte das empresas brasileiras e é possível que também atinja seu negócio, principalmente se você trabalha com o aluguel de imóveis. Por isso, separamos algumas dicas para você diminuir a inadimplência na sua imobiliária.

#1 Notificação de boleto atrasado

Notificar o cliente de que seu boleto está atrasado ajuda a reduzir a falta de pagamento, já que a inadimplência pode ter sido causada por esquecimento ou falta de organização.

  • E-mail: por meio de um sistema de gestão imobiliária é possível enviar e-mails automáticos para clientes inadimplentes. Porém, o mais interessante é que esse tipo software permite verificar quais clientes visualizaram o e-mail e quais deles estão com e-mails incorretos. Esse é um controle bastante útil para quem deseja reduzir a inadimplência imobiliária.

  • SMS: Enviar uma SMS também pode ser bastante útil para relembrar sobre o pagamento, já que hoje em dia as pessoas acessam o celular o tempo todo.

#2 Fácil acesso a 2ª via do boleto

Um dos fatores que atrapalham o controle da inadimplência é o acesso difícil a 2ª via de boletos. Sem ela o cliente é obrigado a ir até o caixa de um banco específico em horário comercial para realizar o pagamento, o que nem sempre é possível. Por isso, se você pretende minimizar esse problema, facilite o acesso a 2ª via dos boletos.

  • E-mail: o boleto atualizado pode ser enviado automaticamente por e-mail para os clientes em atraso.

  • Área do locatário: a área do locatário em seu site é fundamental para diminuir o número de clientes inadimplentes. Por meio dela, os boletos atualizados podem ser gerados de forma rápida e simples pelo próprio inquilino. Isso economiza tempo do cliente e da imobiliária.

  • SMS com linha digitável: Envie também um SMS com linha digitável do boleto atualizado, aumentando as chances de pagamento.

#3 Notificações por carta

Se por acaso nenhuma das ações acima funcionar será preciso ser mais rígido com o locatário inadimplente e notifica-lo de maneira formal.

#4 Acordos com segurança

Uma grande facilidade para a imobiliária é registrar todos as suas notificações de inadimplência para o cliente e transformá-lo em um acordo seguro e confiável.

Faça uso de um relatório completo de inadimplência na sua imobiliária, não perca o controle das cobranças e tenha uma imobiliária com a gestão financeira saudável.

Quer saber como mais de 1600 imobiliárias reduziram em até 32% a taxa de inadimplência?

Fale com um Especialista em Gestão Financeira Imobiliária e saiba as principais formas para reduzir a inadimplência imobiliária.


Comentários

comentarios